Oração de Jabez

“E foi Jabez mais ilustre do que seus irmãos; e sua mãe deu-lhe o nome de Jabez, dizendo: Porquanto com dores o dei à luz. Porque Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo: Se me abençoares muitíssimo, e meus termos ampliares, e a tua mão for comigo, e fizeres que do mal não seja afligido! E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido.” 1 Crônicas 4.9 e 10
Observamos em 1 Crônicas capítulo 4, verso 9 e 10, a história de Jabez, uma pequena história contada em meio ao texto que se refere às doze tribos ou dos descendentes de judá. O Autor de Crônicas, provavelmente Esdras, está falando de uma Genealogia e após aproximadamente quarenta nomes, Jabez recebe destaque, e a oração feita por ele é descrita no livro. Depois a lista de nomes continua, como se nada tivesse acontecido e o nome de Jabez não é mais mencionado. Podemos nos perguntar o porquê do destaque a Jabez? Porque parar de falar das descendências e destacar este homem? Veremos, mais à frente, o porque do destaque de Jabez, veremos como uma oração, pequena, porém forte, mudou a vida de Jabez.
O nome “Jabez” é uma palavra hebraica que significa “dor”, ou em uma tradução mais literal quer dizer “Ele causa ou causará dores”. Antigamente, os nomes eram tidos como uma profecia ou um desejo para a criança. O nome e a pessoa eram tão, fortemente, ligados que “apagar o nome da terra” significa matar uma pessoa. Cito outros dois exemplos bíblicos de nomes e histórias de vida: O nome “Jacó” quer dizer “suplantador”. A definição de suplantador, segundo o dicionário aurélio, é: por sob os pés, calçar, pisar, levar vantagem. E conhecemos a história de Jacó, que levou vantagem sobre seu irmão, um outro exemplo é “Salomão”, que significa paz, e Salomão foi o primeiro rei de Israel que reinou sem precisar guerrear. E nós, olhando para Jabez, após tomarmos conhecimento dessas informações, imaginamos como deve ter sido difícil carregar um nome que significava “dor”. Definitivamente, este não parecia, de forma alguma, um nome promissor.
Mas a vida de Jabez foi mudada através de uma oração. Uma oração, que atendida, transformou toda uma história. A oração de Jabez foi:
“Oh! Que me abençoes e
me alargue as fronteiras,
que seja comigo a tua mão e
me preserves do mal,
de modo que não me sobrevenha aflição”
Analisando esta oração observamos os quatros que foram feitos. O primeiro deles é “Que me abenções” Porque não pedir benção por você? Por sua vida? É preciso de intercedamos por nós mesmos, peçamos a benção de Deus para nossas vidas, para nossos atos. Uma tradução mais próxima seria: “Abençoe-me muito mesmo!”.
Jabez foi ousado na presença de Deus, ele suplicou a benção do Senhor, e da mesma forma devemos orar ao Senhor, pedindo a benção de Deus para nós.
“Abençoar” no sentido bíblico, pedir ou conceder um favor sobrenatural, ou seja, é algo ou aquilo que nós mesmos não podemos fazer, somente o Senhor.
“A benção do Senhor é que enriquece, e ele não acrescenta dores.” Provérbios 10:22
O segundo pedido que Jabez faz é: “Que me alargue as fronteiras”, dependendo da versão bíblica o texto traduzido pode estar “Que me alargue as terras”. Ele pediu que suas terras, suas propriedades, sejam aumentadas. Ele pede por bênçãos materiais, mais terra fértil, mais ovelhas, mais gado, mais campo, uma oportunidade de crescimento material? Sim! É justamente este o pedido de Jabez. E porque não pedir por isto?
Na época de Jabez, houve a conquista de Canaã e a repartição de grandes áreas da terra prometida para cada tribo. Jabez verificou o que ele possuía e chegou a conclusão de que aquilo não era suficiente, que ele poderia ter mais, se o Senhor, assim o concebesse, por isso, Jabez pediu: “Que me alargues as fronteiras”. Algumas pessoa podem ver nesta atitude de Jabez uma certa prepotência ou arrogância, no entanto, por traz deste pedido material, deste pedido de prosperidade e conquista de tesouros terrestres existe um lado espiritual por traz disto. Com estas coisas Jabez honraria e glorificaria ao Senhor.
Quando o Senhor coloca algo em nossas mãos ele deseja que isto seja desenvolvido. Lembramos agora das parábolas dos talentos, de que servo bom era aquele servo que multiplicou o talento que lhe foi dado. E assim é com o ministério que nos é dado, o Senhor deseja que frutos sejam gerados, que o ministério bem sucedido. E porque não pedir isto ao Senhor nosso Deus?
“Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.” 1 Coríntios 10:31
O terceiro pedido da oração de Jabez foi: “Que seja comigo a Tua mão”. Em nossa caminhada com Cristo vamos descobrindo coisas maravilhosas, vamos crescendo e nos fortalecendo, no entanto há momentos em que a dificuldades veêm e passamos por momentos de frustração em que nos sentimos incapazes. Estes momentos acontecem para que não esqueçamos que somos dependentes de Deus, lembrar sempre de que tudo o que tems é somos é por causa do amor e misericórdia do amor do Pai, e Jabez entendeu isto e pediu que a mão do Senhor fosse com ele.
Este é o terceito ponto da oração que vem depois do pedido de benção e do pedido de alargamento das fronteiras. Então Jabez entende a importância do Senhor sê com ele neste momento de êxito na vida. Pois, ele estaria numa posição de destaque. Você, obviamente, sabe que aqueles que vão à frente da guerra, os primeiros ao campo de batalha são os que estão mais expostos ao perigo. Entendo isso, Jabez fez este pedido. Pois ele, homem com suas limitações, sabe que não é suficiente para vencer sem Deus.
“Não que sejamos capazes, por nós, de pensar alguma coisa, como de nós mesmos; mas a nossa capacidade vem de Deus, o qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica.” 2 Coríntios 3: 5 e 6
O termo a “mão do Senhor” é um termo bíblico usado para expressar a presença de Deus na vida de seu povo.
Em Josué 4.24 “Para que todos os povos da terra conheçam a mão do SENHOR, que é forte, para que temais ao SENHOR vosso Deus todos os dias.”
“Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa salvar; nem agravado o seu ouvido, para não poder ouvir.” Isaias 59:1
Em Atos o sucesso da igreja primitiva foi atribuído a uma única coisa:
“E a mão do Senhor era com eles; e grande número creu e se converteu ao Senhor.” Atos 11:21
O quarto ponto da oração de Jabez: “E me preserves do mal”.
Jabez poderia pensar que ele poderia vencer qualquer dificuldade e passar por ela ileso, sem sofrer nenhuma consequência impactante. Porém, Jabez conhecia suas limitações. Sabia que sem o livramento e os cuidados do Senhor ele poderia morrer. Devemos pedir proteção sobrenatural contra satanás, devemos pedir para sermos livres da tentação, do perigo. Quantas vezes o Senhor nos deu o livramento? E porque não pedirmos mais livramento do Pai, livramento de ladrões, assassinos, de pessoas que maquinam o mal? Devemos sim, pedir, clamar ao Senhor, explanar todas as nossas petições. O Senhor Jesus nos ensinou: “E não nos deixei cair em tentação, mas livrai-nos do mal.” Mateu 6:13
“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á.” Mateus 7: 7 e 8
Jabez, foi ousado e específico ao Senhor em tudo que desejou e o Senhor o abençoou concedendo-lhe o que foi pedido, como vemos no verso 10.
Observamos, assim, a oração de Jabez uma oração a princípio simples, mas que nos diz muito. Ore e peça as bênçãos do Senhor para você e abençoe outras vidas, alargue suas fronteiras e glorifique ao Senhor com suas conquistas matérias, peça que a mão do Senhor seja contigo em todos os momentos te guiando, dando a correção e o consolo necessário e peça para que o Senhor te livre de todo o mal.
A oração mudou a vida de Jabez e pode mudar a sua também.
“A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.” Tiago 5:16b

Wanessa Rayanne Carvalho de Castro
Baseado no livro “A oração de Jabez” de Bruce Wilkinson

About these ads

Uma resposta para “Oração de Jabez

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s